quarta-feira, 30 de abril de 2014

Levitas na Igreja? 

Por Irmão Acyr

Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem (ITm. 2:5).

Queridos irmãos, o objetivo desta pequena reflexão é tentar esclarecer o que significa ser um levita e qual a função desta class sacerdotal. Creio que podemos iniciar nosso estudo no livro de Êxodo com a chamada do Senhor Nosso Deus a Arão e seus filhos: 

Êxodo 28:1 – Depois tu farás chegar a ti teu irmão Arão, e seus filhos com ele, do meio dos filhos de Israel para me administrarem ofício sacerdotal; a saber: Arão, Nadabe, e Abiú, Eleazar e Itamar, os filhos de Arão. Aqui descobrimos a primeira das funções: Administrar ofício ao Senhor!
 Uma segunda função seria: Quando partir o arraial, Arão e seus filhos virão e tirarão o véu da tenda, e com ele cobrirão a arca do testemunho (Levíticos 4:5). Aqui percebemos que os levitas possuíam também o cargo de transportar e proteger a arca da aliança quando os israelitas precisavam locomover o acampamento. No capítulo 4 de Levíticos podemos observar várias funções dos levitas, e algo me chamou muita atenção neste ministério e nas funções por eles desempenhadas:

Vejamos então: Levíticos 4:20 – Porém não entrarão a ver, quando cobrirem o santuário, para que não morram. Havia uma expressa ordem para os coatitas e também para os demais homens de Israel para que não entrassem no lugar Santo, o Lugar que representava a presença do Senhor, onde Deus falava com o levita sumo-sacerdote, onde Ele dava ordenanças e também ouvia as orações e petições que o sumo sacerdote mediava pelo povo.

Para que possamos entender melhor esta explanação, gostaria de explicar este princípio do sacerdócio levítico, na ministração ao Senhor: No período da antiga aliança ou velho testamento, Deus não falava diretamente ao povo, antes, comunicava-se através dos sacerdotes, e também, o povo em geral, não poderia jamais dirigir-se diretamente a Deus, pois havia a necessidade da INTERMEDIAÇÃO dos levitas. Os levitas eram, portanto, os mediadores, intermediários e  intercessores do povo diante de Deus!

Havia uma ordem maravilhosa do Senhor relativa aos levitas: Números 8:14 – E separarás os levitas do meio dos filhos de Israel, para que os levitas sejam meus. Esta era, sem dúvida, uma responsabilidade enorme. Os levitas eram uma classe separada, santificada e consagrada ao Senhor, possuíam entre outras funções a responsabilidade de adorar a Deus através de sacrifícios de louvor, com cânticos, sangue de animais, ofertas de cereais e pães ázimos. Concluímos que era bastante vasta a função dos levitas na antiga aliança, prestavam um maravilhoso ofício ao Senhor.

Aqui, desejo contar uma experiência vivida em nossa igreja, por volta do ano de 2003. Durante o período das músicas ofertadas ao Senhor, um jovem israelita (judeu) que estava a passeio, aproximou-se de nosso grupo e disse algo que chamou muito minha atenção: “Por que vocês estão cantando assim com os braços estendidos para cima?” Respondemos a ele: “Estamos adorando a Deus, o mesmo Deus que vocês adoram, o Deus de Israel!”. Ele sorriu e disse: “Vocês não sabem que o livro de Levíticos ensina que o povo comum não fala diretamente com Deus, mas apenas os sacerdotes levitas fazem isso?”

Bom irmãos, aí foi grande meu constrangimento. Como explicar a ele que o véu havia se rasgado e que agora o único intermediário entre Deus e os homens é Jesus Cristo Nosso Senhor (ITimóteo 2:5). Eu me esforcei e tentei dar algumas explicações, mas na mente dele estava muito impregnada a ideia de que sem os levitas para fazer a ponte, o homem não poderia aproximar-se de Deus. E parece que todo o velho testamento deixa esta ideia muito clara, até mesmo o Senhor Jesus, quando nasceu, foi levado até o templo em Jerusalém, para levar a oferta aos cuidados dos levitas como ordenava a Lei mosaica (Lucas 2:22 a 24).

Sabemos que na morte do Senhor Jesus, o véu de separação foi rasgado, e agora todos podem chegar livremente diante de Deus através do único sumo-sacerdote (da ordem de Melquisedeque e não mais de Levi) de mediação entre Deus e os homens, Jesus Cristo (Hebreus4:14 a16) – Ele leva nossas orações ao Pai e traz a nós as suas respostas, esta é sua função de sumo sacerdote e mediador. E quanto a nós, igreja do Senhor, somos uma nação de sacerdotes, não sumo-sacerdotes como Jesus. Ainda assim, temos  acesso ao Senhor, da mesma forma que os levitas do velho testamento (IPedro 2:9). Para melhor entendermos, Jesus é sumo-sacerdote, toda a igreja é considerada nação de sacerdotes que chegam ao Pai através de Jesus, o grande sumo-sacerdote da ordem de Melquisedeque, – (Hebreus7:11 a 21 ), todos portanto, podem ser considerados levitas, dentro desta ótica, pois ministram a Deus.

Este é o ensino Bíblico, mas  o diabo sempre usa algum servo dele para criar alguma heresia a fim de perturbar a igreja. Assim, por inspiração maligna e vários interesses políticos, surgiu na Idade Média, uma nova classe sacerdotal de levitas, conhecidos como padres ou pais romanos, diante dos quais, as pessoas deveriam confessar seus pecados e estes homens seriam então, os mediadores entre Deus e os homens, substituindo a exclusividade sacerdotal do Senhor Jesus. E mesmo depois de mortos, estes “santos” mediadores ainda poderiam ouvir as orações dos cristãos, perdoar pecados e operar milagres, criando os conhecidos "santos" milagreiros de nossos dias e mediadores entre Deus e os homens!

Com a reforma protestante, esta classe sacerdotal parecia ter sido completamente removida da igreja, mas voltou a existir e, novamente, parece haver uma classe de levitas, sacerdotes mediadores, pessoas especiais que “ministram” orações e canções para abençoar o povo, o qual, passa a ser mero espectador dos grandes shows e eventos, em que os fabulosos levitas exibem seus exuberantes instrumentos e sons magníficos, com letras absurdas e verdadeiras ofensas à Palavra de Deus. Em outras situações extremas, estão os milagreiros, homens que também se posicionam como mediadores entre Deus e o povo e dizem: Se vocês vierem na “minha” igreja, eu irei diante de Deus (ministério levita de intermediação)  e pedirei a cura e vocês serão curados! Sabemos irmãos, que Deus pela sua infinita misericórdia, faz muitas curas ainda hoje, mas é correto fazer isso? É Bíblico dizer que existem levitas na igreja neotestamentária, na igreja do Senhor Jesus? Existem outros mediadores entre Deus e o povo, ou somente o Senhor Jesus, como ensina a Bíblia?

Talvez você nunca tenha estudado acerca disso, mas em Apocalipse, esses levitas mediadores ganham o nome de Nicolaítas, que quer dizer: “Dominadores do povo comum”, pessoas que manipulam e dirigem o povo e ficam entre Deus e o povo (Apocalipse2:6). Jesus diz que odeia os Nicolaítas.

Provavelmente, você jamais tenha parado para pensar na possibilidade de assistir a uma classe mediadora que interferisse em sua adoração e no seu culto ao Senhor, mas me parece que o diabo sempre se esforçou muito para criar esta situação nas igrejas, e meu desejo com este ensaio é levar os irmãos a uma reflexão acerca deste grande perigo e da urgente necessidade de vigiarmos e tomarmos providências a fim de que tenhamos sempre liberdade de acesso ao Senhor. 


Que Deus muito os abençoe! 

3
1 Comentários

Um comentário:

Noemi disse...

Bendiciones, hermoso blog.
mi blog www.creeenjesusyserassalvo.blogspot.com